Celular: Pra que te Quero?

Porque o Celular? – “Para que te quero?”

Para um planeta com mais de 6 bilhões de habitantes e um acréscimo de 22% em vendas de eletrônicos no ano de 2007 em relação a 2006, (dados Nielsen) e isso somente no Brasil, a comercialização de celular aumentou em 33% no mesmo período.

Se entendermos o título deste artigo:  “Celular – pra que te quero” poderemos ter um pequeno “relance” das tendências, marcas, utilidades e rumos de tal dimensão.

Ora, se estamos tão “presos” a ele (celular), se torna interessante e até necessário,  saber como ele está sendo usado. Vamos lá:

Considerando os “serviços” mais usados são:

SMS em 61% – Jogos está em 25% – Rádio atinge 14 % – Música Online 9% seguido de Download de Ringtones com 8%

É, parece que o ser humano tem a ínfima necessidade de se comunicar, expressar e prefere não viver tão ilhado.

Agora, não é assombroso saber que 45% dos proprietários de celulares, utilizam o aparelho apenas para o serviço de voz?

Não compensaria um marketing direcionado a esses milhões de público pelas operadoras de telefonia?Claro que sim. E com certeza o que chamo de marketing-coletivo, onde os vários seguimentos (operadoras, fabricantes de aparelho, fabricantes de jogos, ringtones, etc.) se unindo e usando os vários meios de fazer esses usuários entenderem o uso de uma maneira simples, uma vez que esses outros serviços além do de voz que o aparelho oferece, parecerem bem sofisticados e de difícil uso.

Já percebeu que você somente gosta de um determinado jogo quando entende suas regras?

Tem-se detectado que esse público (45% que usam o celular somente para o serviço de voz) está oculto devido pensarem que, os outros serviços serem de difícil manuseio.

Aqueles que praticarem o tão almejado e pouco conhecido caminho do “faça fácil” e fizer essas milhares de pessoas entenderem que não precisam de um curso em Harvard para operar um simples celular, principalmente depois do início da era 3g, encontrarão essa jazida de ouro, pois do contrário – Nem Freud Explica.

Até Breve.

Comments

  1. By vinicios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *